Certificado SSL

Todos nós já sofremos algum ataque ou já nos sentimos inseguros alguma vez quando estávamos navegamos na web. Nossa primeira reação quando acontece é fechar tudo e sair o mais rápido possível daquele ambiente, certo?

Nesse mesmo passo, você já deve ter percebido que em alguns ambientes é possível estar mais seguro.

O seu navegador aponta alguns sites como “seguro”, mostrando um cadeado ao lado do endereço que começa com a letra “s”, já notou? Aposto que sim.

O que é o SSL?

O certificado SSL (Secure Socket Layer) é uma proteção padrão para manter uma conexão com a Internet segura e, assim, garantir a integridade de qualquer dado sensível trocado entre dois sistemas.

Esse certificado impede hackers e softwares maliciosos de lerem e modificarem qualquer informação transferida.

Resumindo o certificado SSL evita que qualquer dado transferido entre usuários e sites, ou entre dois sistemas, fiquem expostos e possam sofrer ataques.

Para isso, ele usa uma tecnologia que funciona através de algoritmos de criptografia, codificando os dados em trânsito e impedindo que os hackers leiam tal como é enviado através da conexão.

O SSL entrega um ambiente de total segurança aos usuários. Ao ativar a tecnologia sinais visuais comunicam a que está navegando que o seu site é autêntico e confiável. Como se não bastasse, existe um verdadeiro movimento em prol da segurança na internet.

Sites que possuem o SSL ativo ganham autoridade no ranking de buscas do Google e uma melhor análise do tráfego a partir de ferramentas como o Google Analytics.

O Google inclusive lançou uma nota oficial, dizendo que a partir de janeiro deste ano (2017), o navegador Chrome irá exibir um alerta para os usuários que estiverem usando páginas não seguras (HTTP) para inclusão de senhas ou outros dados sensíveis.

Razões para ativar o certificado SSL no seu domínio

Segurança contra golpes online

Como já citado, esse é o motivo principal pelo qual o SSL costuma ser adotado. Graças ao uso dessa tecnologia, uma prática muito comum de cybercrime, o phishing, pode ser evitada.

Nesse tipo de crime online, hackers se apresentam como empresas ou pessoas próximas da vítima para colher informações confidenciais.

O contato tanto pode ser por email quanto através de um site que simula (muitas vezes em detalhes) o ambiente virtual de uma empresa. Assim é possível confundir o usuário, fazendo com que ele entregue dados sensíveis aos ladrões enquanto navegam.

No entanto, ao navegar em sites com SSL, as chances desse tipo de trapaça acontecer são praticamente nulas, pois uma das principais funções do SSL é a confirmação da autenticidade do local navegado ao usuário.

Relação de confiança com o usuário

A proteção que o SSL proporciona já está bastante difundida. Ainda que muitas pessoas não conheçam o nome da tecnologia, ou mesmo como ela funciona, as características da navegação segura já são comuns e muitos usuários podem identificá-las.

Se você possui uma loja virtual, por exemplo, é comum que antes de realizar qualquer pagamento os usuários verifiquem se o seu endereço web utiliza um “s” a mais, passando de http para https.

Além disso, quem navega pode reconhecer outros sinais, como o símbolo de um cadeado, a cor verde na barra de endereços e um selo de site seguro. Quem encontra tais características se sente acolhido em um ambiente que respeita a sua privacidade, cuidando e protegendo suas informações.

Na era da informação, não há melhor maneira de estreitar laços e criar uma relação de longo prazo com os seus clientes do que demonstrando respeito e atenção aos seus dados.

Papel na otimização de SEO

De acordo com o algoritmo do Google, são diversos os fatores que influenciam no ranqueamento dos sites junto ao buscador mais utilizado da web. Um deles, caso você não saiba, é o SSL.

Em 2014, foi anunciado pelo blog oficial do Google que o HTTPS seria incorporado como sinal de ranqueamento.

Ainda de acordo com a nota lançada seria um benefício leve “ganhando um peso menor do que outros fatores, como a qualidade do conteúdo”, porém com o passar do tempo e o posicionamento de outras organizações em favor da ativação do SSL espera-se que a importância desse sinal possa ter aumentado.

Para comprovar essa teoria, basta buscar por qualquer palavra-chave no Google e ver que os conteúdos que aparecem nas primeiras posições são de páginas seguras.

Informação mais detalhada sobre os dados de navegação

O HTTPS permite que o Google Analytics identifique a fonte de tráfego de qualquer site para qualquer site.

Diferentemente, se um site com navegação segura usa um link de referência para um site não seguro, as ferramentas de análise irão mostrá-lo como um acesso direto, ou seja, perde-se muita precisão nas informações coletadas quando o site não é um site com SSL.

Se você tem um site que utiliza certificado SSL, poderá acompanhar esses detalhes de referência, não importando se os visitantes vêm de um site seguro ou não.

Concluindo

Como um ótimo sinal da evolução da web, o uso do SSL está cada vez mais popular. O que antes era indispensável somente para sites e aplicativos com troca de dados sensíveis, hoje, por várias razões, se torna cada vez mais interessante para qualquer tipo de ambiente online.

Como impulso para uma web 100% segura, a G3 Marketing Digital trouxe uma tecnologia de ponta para trazer essa tecnologia até você!

 

*Conteúdo escrito por Leonéia Evangelista, analista de conteúdo da Kinghost.

Deixe seus comentários

Comentários

  • Nenhum comentário foi encontrado